Kit Elétrico Bicimoto com Baterias de Lítio – Instalação e Avaliação

Desde que a Bicimoto anunciou em sua página de e-commerce os novos kits elétricos de 350 e 500 Watts equipados com pack de baterias de Lítio comecei a me coçar… Já havia experimentado uma bicicleta elétrica com baterias de chumbo ácido, mas com um pack de baterias de Lítio nunca… O primeiro passo foi encomendar o kit…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta parte como sempre foi fácil. Com 10 ou 12 cliques no site de e-commerce da Bicimoto e a compra estava feita. Só me restou entrar de hora em hora no site dos Correios para acompanhar o número de rastreamento de meu kit… Me senti como uma criança que fica dando voltas em torno da árvore de Natal tentando adivinhar o conteúdo dos embrulhos.

O kit chegou menos de 48 horas após a compra… Menos mal…

INSTALAÇÃO:

Caixa aberta (muito bem embrulhada) e uma rápida conferia nos itens do kit…

 

 

 

 

 

 

 

 

Estava tudo lá…

Pack de bateria de Lítio, bagageiro com o suporte para a bateria, motor, raios e niples,  aro 26 (não aparece na foto), carregador Bi-volt, par de manetes de freio com o acionamento do sistema regenerativo de carga, par de manetes de borracha sendo o direito o acelerador eletrônico e a controladora um manual básico sobre a alimentação do pack de baterias e um par de chaves. O manual de instalação ilustrado eu fiz download no site da Bicimoto.


Mãos a obra…

O primeiro passo foi instalar o motor na roda. Eu fiz a instalação do motor e dos raios pois estou acostumado a mexer em bicicletas. Se este não four o seu caso melhor deixar a cargo de um mecânico de bicicletas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Um raio voltado para cada lado para que ocorra o cruzamento em V.

Basta lembrar de alternar os raios de um lado da roda. Instala um, pula um e assim por diante. Do  outro lado fica mais fácil já que basta ocupar os espaços livres. Uma conferida em todos e a roda estava pronta…

Aproveitei que estava fora da bicicleta para instalar o meu freio a disco dianteiro na flange que existe no motor. O capricho do fabricante é tão grande que até os parafusos Allen para o disco já estão na flange…

Roda no lugar já com o disco…

 

 

 

 

 

 

 

 

Bom até aqui foi fácil… Passo seguinte instalar o bagageiro (é regulável e cabe em qualquer bicicleta). Depois trocar os punhos e manetes de freio originais da bicicleta pelos fornecidos com o kit. Juntar os fios até a parte traseira da bicicleta para começar as conexões… Mas enquanto isso deixei o pack de  bateria de Lítio na carga (deve ser totalmente recarregado antes do 1º uso).

Com todos os fios reunidos é hora de escolher o caminho entre o guidom e a caixinha estanque que fica no bagageiro. Prendi os meus ao quadro com abraçadeiras plásticas (lembre-se de deixar uma folga em todos eles para que o guidom possa virar livremente para os dois lados).

Com o Manual de Instalação em mãos não foi difícil fazer todas as conexões. Elas são detalhadamente explicadas no manual e no mais os plugues não permitem erros de conexão.

Conectores da controladora

 

 

 

 

 

 

 

 

Conectores das manetes, acelerador e motor

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma vez conectados todos os fios (2 das manetes, 1 do acelerador, 4 do motor) ficam sobrando apenas os fios vermelho e preto que na verdade devem ser ligados por último já que são os responsáveis pelo fornecimento de energia do motor.

 

 

 

 

 

 

 

 

Com o manual ilustrado em mãos não tem como errar, mas se por acaso algo der errado ainda podemos contar com um fusível que protege o motor e a controladora eletrônica de danos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fios e cabos devidamente presos ao quadro, controladora dentro da caixa estanque, um reaperto final dos parafusos e porcas do bagageiro, bateria encaixada no lugar. Chave na ignição (sim ela tem chave que não apenas Liga/Desliga o motor como impede o roubo do pack de baterias, uma rápida girada no punho do acelerador e a roda girou rápida e silenciosamente…

Algumas considerações…

– A ponta dos terminais devem ser passadas pelo orifício que existe dentro da caixa estanque

– A sobra dos cabos pode ser presa embaixo do banco (como na minha)

– Cuidado ao colocar a controladora eletrônica dentro da caixa estanque afim de que os fios não sejam cortados ou esmagados

– Lembre-se de carregar o pack de baterias de Lítio antes de tentar colocar a bicicleta para andar

– Verifique os freios heheheh Você certamente precisará deles

AVALIAÇÃO:

A instalação (exceto pelo motor na roda que envolve trabalhar com a raiação) é muito simples e rápida. Gastei aproximadamente umas 3 horas de trabalho (lembre-se que eu raiei a roda dianteira).

O material do kit é de ótima qualidade. Bagageiro de alumínio regulável, pack de bateria de Lítio com luz de posicionamento e indicador de carga blindado em alumínio e com alça, chave Liga/Desliga que ainda trava o pack de baterias ao bagageiro. Carga completa (a bateria vem zerada) em torno de 5 horas.

O rodar da bicicleta ficou muito suave já que o kit é extremamente silencioso. As pessoas na rua nem percebem que se trata de uma e-Bike. Gostei do kit de motor instalado na dianteira e o pack de baterias instalado na traseira pois o peso ficou dividido quase que 50% a 50%. Dei um passeio de não mais do que 15 Km pois o tempo fechou e não queria tomar chuva com minha bicicleta elétrica nova.  Mas bastou para perceber que foi uma ótima escolha.

Quanto a inevitável pergunta: Anda bem? Sim, muito bem. Chega fácil aos 45 – 50 Km/h e vence aclives sem muito esforço, ao voltar para casa chequei o medidor de carga e ele estava assim… 3 Leds verdes ou carga completa o passeio parece que nem consumiu carga…

 

 

 

 

 

 

 

 

Kit elétrico Bicimoto com baterias de Lítio… Você ainda vai ter um…

 

 

 

 

 

 

 

Posts Relacionados

Comentários

Speak Your Mind

*

Faça seu comentário: